Gente & Negócios

Gente & Negócios

Rafael Dantas

Associação Nacional das Entidades de Energias Renováveis será criada em PE

Recife sedia evento de formação da Associação Nacional das Entidades de Energias Renováveis (ANER) nesta quarta-feira (15/05). Na foto, Rudinei Miranda, presidente da Aperenováveis

Desde março, presidentes de associações que representam empresários do ramo de energias renováveis em nove estados brasileiros assinaram uma carta de intenção para a fundação da Associação Nacional das Entidades Representativas de Energias Renováveis (ANER). Sob a liderança da Associação Pernambucana de Energias Renováveis (Aperenováveis), que mantém diálogo há um ano com lideranças nacionais, o grupo volta a se reunir amanhã (15), no auditório do Observatório da Indústria – SENAI Pernambuco, no Recife, para oficializar a nova entidade. O objetivo da iniciativa é fortalecer os movimentos estaduais, estabelecendo um modelo de gestão, planejamento e crescimento baseado em trabalho de médio a longo prazo. “As empresas continuarão a fazer parte das associações em seus respectivos estados, mas propomos a união dessas entidades para desenvolver uma agenda conjunta, impulsionando o crescimento dos negócios e fortalecendo o mercado, com respaldo jurídico, político e social”, explica Rudinei Miranda, presidente da Aperenováveis.

Fundadores da Aner

A formalização da ANER reunirá representantes da matriz energética do Brasil, lideranças do poder público de cada estado que pactuaram a criação da entidade – Pernambuco, Maranhão, Amazonas, Alagoas, Amapá, Bahia, Paraíba, Piauí e Rio Grande do Norte -, além de instituições bancárias, distribuidoras de energia limpa, economistas e outros atores do setor em ascensão. No dia 16 de maio, está prevista a primeira reunião de planejamento de ações, com a presidência eleita no dia anterior. “Acreditamos que a ANER já nasce robusta, reunindo quase 800 empresários, liderados por seus representantes estaduais, contribuindo para o crescimento das fontes renováveis e a geração de empregos e renda, na meta de descarbonização no Brasil e, claro, em benefício do meio ambiente”, ressalta Rudinei Miranda.

Força do segmento em Pernambuco

Segundo um estudo da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), em 2023, o Brasil alcançou um recorde de geração de energia limpa, com 93,1% provenientes de fontes renováveis. Juntos, os estados do Nordeste são responsáveis por produzir 82,3% da energia solar e eólica do país. Com mais de 10,2 mil registros na Junta Comercial (Jucepe), Pernambuco vê um aumento no número de investidores em negócios relacionados a fontes de energia renováveis. São 2.546 empresas e outros 7.682 microempreendedores individuais (MEIs) atuando na comercialização e instalação de equipamentos, com destaque para os painéis fotovoltaicos. O estado conta com mais de 76,5 mil usinas solares espalhadas desde a capital até o Sertão.

Deixe seu comentário

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon