Encontro Pernambucano de Coco celebra a tradição popular do ritmo  

Desde sua primeira aparição em (1998), no Cabo de Santo Agostinho-PE, a celebração já buscava a salvaguarda e perpetuação do Coco de Roda Pernambucano. Garantindo a troca de saberes por meio da mistura e escambo das matrizes, mestres e grupos participantes, de diferentes regiões do país.  

Em mais de 20 anos de existência, a iniciativa contou com a participação de mais de uma centena de artistas de Pernambuco, e de outros do nordeste brasileiro (Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará). Dentre tais destacamos ‘’In Memoriam’’ Selma do Coco (PE), Zé Neguinho (PE), Mestre Salustiano (PE), Célia Coquista (PE), Roberto Cocada, Zorro de Lima (PE), Nelson Rosa (AL), Pacheco Cantador (PE), e da cena cultura viva como: Mestre Galo Preto, Ciço Gomes, Zé de Teté, Índio Matinho, Arnaldo do Coco, Dona Nininha, Lú do Pneu, Mestre Dié, Geraldo do Zombe (RN), Zé Mendes (CE), Frank e Nazar (RN), Coco de Cabedelo (PB). Em várias edições obteve premiações de destaque para a sua realização, como Petrobras(festivais d emúsica), Eletrobras, Chesf, Funcultura e atualmente SIC Recife.  

Com curadoria do produtor cultural Marcos Moraes, a comemoração dos 20 anos do festival do coco de roda reunirá 28 (vinte e oito) mestres e grupos de raiz, de redutos reconhecidos como berço do coco pernambucano (Recife, Olinda, Cabo, Tracunhaém, Águas Belas e Limoeiro) e de outras cidades do Nordeste brasileiro.  

Dos contemplados, 22 (vinte e dois) são artistas e grupos pernambucanos, sendo 18 (dezoito) da Região Metropolitana do Recife (Recife, Cabo e Olinda), 03 (três) do Agreste (Águas Belas e Limoeiro), e 01 (um) da Mata Norte (Tracunhaém). Além de 06 (seis) grupos oriundos dos estados de AL (01), PB (01), RN (01) e CE (02).  

No Recife as gravações ocorreram nos dias 09, 10 e 11/11/2021, na Casa da Cultura de Pernambuco, e contou com a participação de 22 grupos e artistas pernambucanos.  

Ao todo foram produzidos 04 filmes (lives), reunindo a música e entrevistas, com trajetória do grupo, participação no festival, e importância do Recife na cena cultural. A exibição será nos dias 22, 23, 24 e 25/06/2022 às 20h00, por canal de youtube (top popular, farol da vila, fundação de cultura).  

Em dois anos de pandemia (2021/2022) a iniciativa produziu imagens em várias cidades pernambucanas (Águas Belas, Cabo, Recife, Olinda, Tracunhaém, Limoeiro, Arcoverde), e também conteúdo audiovisual de vários estados vizinhos (PB, RN e CE). Registrou vários grupos e artistas emboladores de coco de Pernambuco e do Nordeste. Do Nordeste destacamos: Novo Quilombo (PB), Frank e Nazar (RN), Canário do Império e Condor (PB), Coco de Zé Mendes (CE).  

Todas as atividades na celebração cumpriram rigorosamente com o protocolo mundial de saúde pública (OMS), na prevenção contra o Covid 19 (distanciamento, uso de máscaras, álcool gel, água e sabão).  

O Encontro Pernambucano de Coco tem financiamento do SIC RECIFE 2019/2020, com recursos assegurados pelo Sistema de Incentivo à Cultura do Recife/SIC RECIFE, FCCR (Fundação de Cultura da Cidade do Recife), Secretaria de Cultura e Prefeitura da Cidade do Recife, com Produção Executiva da RFG Produções e Coordenação Geral do Centro Cultural Farol da Vila, e apoio da Casa da Cultura, Fundarpe, Secretaria de Cultura e Governo de Pernambuco.  

Ficha Técnica 

ENCONTRO PERNAMBUCANO DE COCO – 20 ANOS 

HTTPS://www.instagram.com/farolda vila/  

Live 1 / Dia 22/06/2022 – 20hs.  

CANÁRIO E CONDOR (PB)  

COCO DO MESTRE JUAREZ (PE) COCO DO PNEU (PE)  

NETAS DE SELMA (PE)  

A COCADA (PE)  

NININHA DO COCO (PE) JUNINHO DO COCO (PE)  

Live 2 (23/06/2022) – 20hs.  

FRANK E NAZAR (RN)  

GERVÁSIO DO COCO (PE)  

NEGO DA CALDEIRA (PE)  

MANO DE BAÉ (PE)  

ARNALDO DO COCO (PE)  

ZÉ DE TETÉ (PE)  

CHINELO DE IAIÁ (PE)  

Live 3 (24/06/2022) – 20hs.  

PINTO BRANCO E MARRECO (CE)  

MESTRE DIÉ DO COCO (PE)  

COCO DO MESTRE ZEZINHO (PE)  

MESTRE JUJUBA DO COCO (PE) COCO RENASCER (PE)  

COCO ZÉ MOLEQUE (PE)  

COCO NOVO QUILOMBO (PB)  

Live 4 (Dia 25/06/2022) -20hs.  

POESIA MUSICADA NO PANDEIRO (AL)  

COCO DE PONTEZINHA (PE)  

GRUPO ÍNDIGENA FETXHA (PE)  

COCO DE ZÉ MENDES (CE)  

MESTRE GALO PRETO (PE)  

PEIXE DE COCO (PE)  

MESTRES DO COCO PERNAMBUCANO (PE) 

Deixe seu comentário

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon