Marca de cosméticos veganos chega ao Recife – Revista Algomais – a revista de Pernambuco
Gente & Negócios

Gente & Negócios

Rafael Dantas

Marca de cosméticos veganos chega ao Recife

Os veganos pernambucanos – um público que cresce a cada dia – contam agora com os cosméticos da Simple Organic, marca brasileira que acaba de inaugurar um quiosque de 9 m² no RioMar Shopping. O comando é das franqueadas Manoela Souza e Mariana Fragoso. Seus produtos são formulados com ingredientes naturais (sem uso de produtos sintéticos), orgânicos (não utiliza agrotóxicos ou outros agentes químicos), veganos (não contém nada de origem animal), cruelty-free (na sua produção não realiza crueldade com animais) e sem gênero. São certificados pela Ecocert e Peta (Peta-Approved Vegan e Cruelty-Free).

As duas sócias, adeptas do veganismo, investem num nicho que apresenta um crescimento constante. O Brasil é o quarto maior mercado de cosméticos do mundo, as vendas ao consumidor em 2017 alcançaram US$ 30,2 bilhões. Só perde para Estados Unidos, China e Japão, e representa 50% do mercado da América Latina e 7% do mundial. Já o mercado global orgânico de cuidados pessoais deverá atingir US$ 25,11 bilhões até 2025, segundo relatório da Grand View Research.

Um desempenho que explica a rápida ascensão da franquia, criada há dois anos pela jornalista Patrícia Lima, editora da revista digital Catarina, em Florianópolis. Com o quiosque do Recife, a marca totaliza 10 revendas, no ano passado eram 6. “Até julho planejamos inaugurar mais 20 lojas”, acrescenta Vanessa Koppe, gerente de marketing da empresa.

“Somos a primeira franquia de beleza natural a abrir 15 lojas no período de quatro meses. Uma vitória para a marca que nasceu com o intuito de democratizar o acesso a uma beleza limpa e livre de crueldade animal”, celebra a empresária, que vê a Simple Organic disputando o market share com lojas já inauguradas em Belo Horizonte, Curitiba, Rio de Janeiro, Manaus, Campo Grande e, em breve, São Paulo e Ribeirão Preto.

Manoela e Mariana investiram R$ 120 mil como franqueadas e esperam obter o retorno do investimento em um ano. “Somos jornalistas e queríamos empreender em algo que gostássemos e acreditássemos”, conta Manoela. Entre os produtos oferecidos estão a linha de maquiagem com blushes, máscara de cílios, delineador, batons, esfoliante labial, pigmentos multifuncionais, iluminador, demaquilante, sérum, entre outros.

Uma novidade são dez tonalidades de base líquida e sete de corretivos sólidos compactos livres de pesticidas e matéria-prima tóxica. “Na fórmula, destaque especial para a presença do óleo de copaíba, que auxilia nas inflamações como as causadas por acne, e para o extrato de calêndula e óleo essencial de lavanda, que acalmam e nutrem a pele”, garante Vanessa. O portfólio de wellness, destinado aos cuidados corporais e faciais, também está disponível.

Fiel à defesa do meio ambiente, a marca pratica a logística reversa. “Isso quer dizer que 100% do impacto gerado com as embalagens é neutralizado”, assegura Patricia Lima. Na prática, o consumidor leva as embalagens dos produtos usados no quiosque e ganha 10% de desconto na aquisição de um novo e a Simple Organic se responsabiliza pela reciclagem do invólucro levado.

Entre os próximos planos da marca está o lançamento da linha kids.

Deixe seu comentário

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon