Qual a reação do Congresso após as manifestações? – Revista Algomais – a revista de Pernambuco

Qual a reação do Congresso após as manifestações?

Atos em apoio ao governo de Jair Bolsonaro ocorreram ontem (26) em várias cidades do país. Os apoiadores defenderam a reforma da Previdência, o pacote anticrime, o porte e posse de armas, além de ministros do governo como o da Justiça, Sergio Moro, e o da Economia, Paulo Guedes. A crítica ao STF e ao congresso, principalmente ao chamado “centrão”, estiveram também no centro das manifestações.

As manifestações não foram maiores que as recentes contra os cortes na educação, nem como aquelas que ocorreram em apoio ao presidente Jair Bolsonaro no final de 2018. Mas foram significativas.

Com as críticas fortes contra os deputados e senadores, uma pauta para ficar atento nesta semana é a relação entre o congresso e o executivo. Afinal, qual o impacto dessas manifestações na aprovação do pacote de projetos e decretos do poder executivo?

Alguns assuntos na pauta da Câmara Federal nesta semana são a audiência pública para discutir a atualização da tabela do Imposto de Renda e a audiência pública para debater propostas relativas ao Orçamento Impositivo. Os parlamentares lançam nesta semana também a Frente Parlamentar Mista pela Reforma Política e a Frente Parlamentar Mista em Defesa do Saneamento Básico.

No Senado, o plenário votará a Medida Provisória da reforma administrativa em sua última semana de vigência. O Plenário do Senado deve votar amanhã (28) a medida que organiza a estrutura ministerial do governo de Jair Bolsonaro. Se não for aprovada até o dia 3 de junho, a configuração do Poder Executivo voltará a ser o que era no ano passado.

(Com informações da Agência Brasil, Câmara Federal e Agência Senado)

Deixe seu comentário
anúncio 5 passos para im ... ltura Data Driven na sua empresa

+ Recentes

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon