Residência artística com britânico Paul Davies é atração do Reside Lab – Plataforma PE

De 15 a 31 de março de 2021, acontece, de forma digital, o Reside Lab – Plataforma PE – Festival Internacional de Teatro, que contempla a apresentação de 11 espetáculos, dois Encontros Reside, uma Residência Artística e um workshop com o britânico Paul Davies. Reafirmando seu caráter prioritário de espaço de intercâmbio e colaboração, a Residência Artística abre e encerra o festival, e é realizada com o patrocínio do Programa Pontes. A parceria entre o Programa Pontes Oi Futuro e o British Council é inédita e tem o objetivo de oferecer novas alternativas de fomento aos festivais brasileiros e promover a produção artística do Reino Unido no Brasil.

Os 11 espetáculos apresentados priorizam a produção local com grupos artísticos pernambucanos. Nos Encontros Reside serão abordados os temas “Dramaturgia Ibero-americana na pós-pandemia”, e “Adaptações e modelos de festivais de Artes Cênicas”, que conta com convidados internacionais. Já a residência artística com Paul Davies, diretor do Volcano Theatre, do País de Gales, no Reino Unido, acontece durante todo período do festival e será concluída com a apresentação de um produto virtual apresentado pelos participantes no último dia do festival.

Vale ressaltar que todas as ações do Reside são gratuitas, com curadoria dos espetáculos locais e com uma nova proposta de assistir teatro pelas telas do computador ou celular. A experiência busca conectar os olhares de quem está por trás das telas, e, dessa forma, propor novas dinâmicas e sensações, estimulando a cumplicidade entre os atores e o público.

História do festival – Em 2018, a produtora cultural Paula de Renor lançou o Câmbio, festival de teatro que teve como objetivo alavancar mudanças, promover transformações e troca entre interlocutores. Em 2019, o festival ampliou a colaboração e formação artísticas, com o intuito de compartilhar experiências e saberes, debater ideias e processos criativos, através de encontros de formações, apresentações e residências com artistas de vários países. Nessa transição, o Câmbio deu lugar ao Reside – Festival Internacional de Teatro de Pernambuco.

Com o hiato de um ano, já que em 2020 não houve edição, o Reside apresenta em 2021, um festival especial e totalmente virtual, moldado ao momento atual em que o mundo vive, por conta da pandemia do novo coronavírus, e com patrocínio da Lei Aldir Blanc.

Período: de 15 a 27/03/21

Horário: das 15 às 17h

 

OBS: será necessário que os participantes tenham disponibilidade de horário para encontros pré-agendados de acompanhamento individual dos exercícios que serão vivenciados.

 

Inscrições: site do Reside (www.residefestival.com.br)

 

 

WORKSHOP com Paul Davies/Volcano Theatre (País de Gales/UK)

Encontro com a participação de estudantes, professores, artistas e público para exposição de métodos de criação e trabalhos realizados no Reino Unido, através da Volcano Theatre.

Dia: 29/03/21

Horário: das 15h às 17h

Inscrições: site do Reside (www.residefestival.com.br)

Transmissão na plataforma Zoom.

OBS: o encontro contará com tradução simultânea e de libras.

RESULTADO da Residência Artística “Qual o Caminho para os Jardins?”,

com Paul Davies/ Volcano Theatre (UK)

 

Apresentação do produto fruto do processo criativo da residência artística.

Dia 31/03/21

Horário: 19h

Apresentação no YouTube do Reside

 

Encontros Reside

 

1º EncontroDramaturgia Ibero-americana na pós-pandemia

 

Nesse encontro será abordada a relevância que o trabalho de dramaturgos e demais autores vêm ganhando, e que despertam novas concepções de teatro desde o início dos tempos pandêmicos. Se o confinamento ampliou a necessidade de manifestar ideias e posicionamentos sócio-políticos, como se avalia o reflexo disso no campo da dramaturgia teatral? Que transformações, expansões e giros a pandemia vem produzindo na escrita para a cena?

 

Palestrantes: Diego Aramburo – dramaturgo e encenador (Bolívia)

Damián Cervanates- ator, encenador e dramaturgo (México)

Lorena Vega – atriz, diretora e dramaturga (Argentina)

Mediação: Rodrigo Dourado- professor, encenador e dramaturgo (PE/Brasil)

 

Dia: 20/03/21 (sábado) 

Horário: das 17h às 19h

 

Inscrições: site do Reside (www.residefestival.com.br)

 

2º Encontro:  Adaptações e Modelos de Festivais de Artes Cênicas

 

O setor de festivais, bem como toda a indústria das artes, têm sido  particularmente afetados por causa da pandemia. Com isso, as apresentações artísticas e os festivais ao redor do mundo tiveram suas edições canceladas em 2020. No entanto, muitas produções já voltaram a acontecer com distintos formatos. Como os festivais responderam e se adaptaram à situação? Como um setor pode se reinventar em meio a uma pandemia? Qual é o futuro da programação inovadora para festivais internacionais em 2021? O formato híbrido seguirá existindo? Essas são algumas das perguntas que precisam de respostas. Convidamos então, representantes de festivais dos Estados Unidos, Portugal e Chile para debaterem o assunto.

 

Palestrantes: Antonio Altamirano – diretor artístico do Festival Cielos del Infinito (Chile)

Gonçalo Amorim- Diretor Artístico do FITEI – Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica (Portugal)

Elizabeth Doud– Curadora, produtora e performer (Estados Unidos)

Mediação: Felipe Assis – Diretor Artístico do FIAC-Festival Internacional de Artes Cênicas da Bahia.

 

Dia: 27/03/21 (sábado) 

Horário: das 17h às 19h

 

Inscrições: site do Reside (www.residefestival.com.br)

 

Sobre o Programa Pontes – O objetivo da iniciativa é apoiar projetos culturais brasileiros que integrem residências artísticas de profissionais britânicos à sua programação. Partindo de um modelo inovador, baseado na colaboração institucional, o programa une a expertise do Oi Futuro, na gestão de editais de seleção de projetos culturais, e a experiência do British Council, na formação de redes internacionais de artistas e especialistas. Os festivais foram escolhidos por serem importantes veículos de acesso à cultura e de estímulo à economia criativa local.

Sobre o Volcano Theatre/Paul Davies – Como diretor artístico da Volcano Theatre e há 26 anos fazendo parte da sua equipe criativa, Paul Davies desenvolveu programas inovadores com jovens e professores. Em seus trabalhos, Davies explora ideias e relações sociais através da atuação e participação, visualizando seus públicos como participantes ativos na criação de significado e abraçando o imediatismo, a surpresa e o risco, no centro da experiência ao vivo, na qual ele é altamente reativo ao contexto social e político. Com um permanente senso de trabalhos inacabados, a Volcano está empenhada em fazer, desmontar e refazer, sempre trazendo novo sentido ao seu material no presente, com olhar voltado para tudo o que já passou. A Volcano e Davies criam e exibem produções teatrais profissionais de alto impacto em todo o mundo, além de iniciar e gerenciar projetos que vão desde ocupações temporárias em prédios, a workshops residenciais, exposições e publicações.

 

Sobre Paul Davies – Paul Davies é natural de Swansea, uma cidade no Reino Unido e a segunda maior do País de Gales. É escritor, intérprete, desenhista e diretor, com doutorado em Política. Em 2018, foi premiado com um doutorado honorário na Open University, por seu trabalho no teatro. Como ator, já participou de muitas apresentações da Volcano, escreveu três peças para a companhia, dirigiu e criou várias outras. Fez a direção de trabalhos no Canadá e na Croácia e ensinou em várias academias em diversos países. Em 2020, foi um dos professores do prestigiado Territory Festival, em Moscou, na Rússia.Os trabalhos que ele dirigiu recentemente para aVolcano incluem The Populars, Macbeth – Director’sCut, Seagulls, Black Stuff, L.O.V.E., A Clockwork Orange, Blinda, Alice in Wonderland e dois outros espetáculos para a VolcanoYouthCompany. Atualmente, Davies está trabalhando em Hamlet Machine, de Heiner Muller, e em uma performance sobre a Revolução Francesa com os jovens da companhia. Ele também está desenvolvendo um projeto chamado “O que é lar” com uma organização social.

Deixe seu comentário

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon