3 exposições para conhecer a memória da cidade – Revista Algomais – a revista de Pernambuco

3 exposições para conhecer a memória da cidade

Você conhece a memória da sua cidade? A história de Pernambuco é extremamente rica de fatos políticos como a Revolução de 1817, Confederação do Equador, a Praeira, entre tantas outras que escreveram a trajetória do Estado que hoje conhecemos. Como cenário desses acontecimentos estão as cidades. Na maioria deles, na verdade, está o Recife.

Conhecer o patrimônio arquitetônico da cidade contribui para a sua preservação. A gente não cuida do que não conhece. O inverso também é verdade. E é uma realidade que assistimos todos os anos, com a degradação e ameaça dos lugares e construções que contam essa história.

Para conhecer mais sobre essa cidade que abrigou muitos dos acontecimentos políticos de Pernambuco e por onde passaram tantos personagens que foram protagonistas da história do Brasil, indicamos 3 exposições onde é possível observar através de fotografias, vídeos e documentos algumas décadas ou até séculos do Recife de antigamente. As exposições não se detêm à capital e apresentam imagens também de outras regiões do Estado.

1. “Cidades do Nordeste: do Pote à Rua – Métodos Construtivos Tradicionais” – Museu do Estado de Pernambuco

Realizada pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Pernambuco (CAU/PE), a mostra fotográfica resgata a expressão urbana das construções do Nordeste: da palha à taipa, da taipa à madeira, da madeira ao tijolo, do tijolo à alvenaria. Fica em exposição no Museu do Estado de Pernambuco, de 26 de outubro a 29 de novembro. O trabalho – com 50 fotografias e uma pesquisa inédita finalizada em 1978 – se volta ao problema da habitação, resgatando sistemas construtivos tradicionais de baixo custo e baixo impacto, que correm o risco de desaparecer.

2. Mostra fotográfica “Imóveis Especiais de Preservação 20 anos” – Museu da Cidade do Recife

A exposição está em cartaz até o dia 29 de outubro. Promovida pela Diretoria de Preservação do Patrimônio Cultural (DPPC/Secretaria de Planejamento Urbano) em conjunto com alunos do curso de Fotografia da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), o trabalho é apresentado pela fotógrafa Aurelina Moura (funcionária da URB), que registrou 30 Imóveis Especiais de Preservação (IEP) da capital pernambucana. A curadoria é de Renata Victor, coordenadora do curso na Unicap, e da coordenação da DPPC.

3. Villa Digital 

A Villa Digital é um projeto da Fundação Joaquim Nabuco que disponibiliza milhares de fotografias de diversas épocas, principalmente sobre o Recife. O objetivo do espaço é promover a pesquisa, a preservação e a difusão do acervo e da produção científica e cultural da Fundaj. O acervo é muito rico sobre as ruas e bairros históricos da cidade. Muitos postais, fotos de acervo pessoal e músicas de pernambucanos estão à disposição nos computadores instalados na fundação. A Villa Digital foi instalada no casarão do século XIX que foi residência do industrial Delmiro Gouveia. Mais informações no site: www.villadigital.fundaj.gov.br

No nosso Instagram estamos postando diariamente fotos do Recife de antigamente ou mesmo de alguns registros históricos do interior de Pernambuco (www.instagram.com/revistaalgomais). Se você tem alguma outra indicação de mostra, mande uma sugestão para meu e-mail: rafael@algomais.com

*Rafael Dantas é repórter da Revista Algomais e especialista em gestão pública

Deixe seu comentário
anúncio 5 passos para im ... ltura Data Driven na sua empresa

+ Recentes

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon