Covid-19: Pernambuco autoriza aplicação da dose de reforço em adolescentes

Vacinação de crianças contra a covid-19 na UBS 5 de Taguatinga Sul

Estado também ampliou a quarta dose da vacina para a população de 55 a 59 anos


Pernambuco autorizou o início da aplicação da dose de reforço da vacina contra a Covid-19 nos adolescentes de 12 a 17 anos. A decisão foi pactuada com os gestores municipais em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) na tarde desta terça-feira (31/05), após recomendação do Comitê Estadual de Acompanhamento da Vacinação. A população entre 12 e 17 anos no Estado está estimada em 1.087.269 pessoas. Atualmente, 626.456 jovens pernambucanos nessa faixa etária já tem quatro meses de aplicação da segunda dose do esquema básico, estando aptos a tomar a terceira dose do imunizante contra o novo coronavírus.

Segundo recomendação do Ministério da Saúde (MS), a dose de reforço nos adolescentes deve ser feita, preferencialmente, com imunizante da Pfizer. Em caso de falta, também está autorizada a aplicação da Coronavac. Ficou definido que os municípios que possuem estoque dos imunizantes já podem iniciar a vacinação desse público enquanto o Estado aguarda envio de novas doses pelo governo federal.

“As principais agências reguladoras já recomendam a aplicação da dose de reforço da vacina contra a Covid-19 nos adolescentes. Diante do cenário epidemiológico e da circulação de diversas variantes, é fundamental proteger nossos jovens. Precisamos lembrar que a população voltou a circular entre os espaços coletivos, como as escolas, no caso dos adolescentes” , reforça o secretário estadual de Saúde, André Longo.

QUARTA DOSE – O Estado também autorizou e recomendou aos municípios nesta terça, após validação do Comitê Estadual de Acompanhamento da Vacinação, a ampliação da vacinação da quarta dose (segunda dose de reforço) do imunizante contra a Covid-19 na população de 55 a 59 anos. Segundo as estimativas, Pernambuco tem 373.373 mil pessoas nessa faixa etária.  

“Precisamos avançar na aplicação das doses de reforço contra o novo coronavírus na nossa população. Quando avaliamos o perfil epidemiológico da doença, com quadros graves e mais óbitos nas faixas etárias mais avançadas, reforçamos a importância de ampliar a imunização de acordo com a faixa etária”, pontua a superintendente estadual de Imunizações, Ana Catarina de Melo.

Deixe seu comentário

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon