Gente & Negócios: Live marketing em alta – Revista Algomais – a revista de Pernambuco
Gente & Negócios

Gente & Negócios

Rafael Dantas

Gente & Negócios: Live marketing em alta

Os avanços das mídias digitais como ferramentas de aproximação entre marcas e públicos-alvo são incontestáveis, mas, em tempos de conectividade full-time, as empresas que proporcionam uma extensão ao universo virtual, promovendo experiências reais, tendem a fidelizar suas relações com maior assertividade. Para entender mais sobre o potencial das vivências off-lines para as marcas, entrevistamos a CEO da Agência Fun e especialista na área de Live Marketing, Mariana Gusmão. Confira abaixo a entrevista.

Por que em tempos tão digitais há um crescimento pelo interesse das marcas em investir também em marketing off-line?
A estratégia sempre será o agente principal do resultado. Pensando nisso, a importância da utilização de todas as ferramentas do marketing, desde do poder da customização do on-line até o inesperado, o tato do off-line, trazem ao anunciante a possibilidade de chegar cada vez mais próximo dos objetivos traçados. Aos poucos percebemos que nossos clientes necessitam estar presentes em diferentes momentos do seu target, desde a sua rotina, como em supermercados, ruas, casas, shopping, até às suas redes sociais: essa relação quando aceitada, cumpre o que planejamos. Em tempo, pensamos que no futuro o marketing não terá mais nomenclaturas, como digital, direto, off-line, mas irá nortear as estratégias apenas como marketing.

O que significa live marketing? É mais amplo que o marketing de eventos?
Live marketing é a evolução do marketing promocional, são as ações realizadas ao vivo por uma determinada empresa com o objetivo de conversar com seu consumidor naquele momento. É o marketing que tem como foco a experiência e o engajamento real das pessoas. Desde 2016, o investimento de empresas em estratégias que proporcionem experiência e momentos significativos em busca de fidelização de clientes vem crescendo mais de 30%. Segundo pesquisa divulgada pela Ampro (Associação de Marketing Promocional), o segmento movimentou cerca de R$ 44 bilhões em ações de envolvimento de marca.
Na verdade, o marketing de eventos está dentro do live marketing, que é o grande guarda-chuva das estratégias que envolvem trocas de experiências entre marcas e pessoas na atmosfera off-line. Como o consumidor está cada vez mais imerso nas conexões digitais, ele perde a conexão da presença. Então os eventos, o live marketing, passam a ser uma grande oportunidade de trocas.

Quais as principais ações de valorização das marcas realizadas dentro desse conceito?
Entre as ferramentas do live marketing mais utilizadas destacam-se os eventos, feiras, congressos e ações promocionais. São oportunidades que agregam valor à marca, geram vendas para a empresa e melhoram sua imagem. São nessas ações que conquistamos o nosso consumidor, pois um momento especial que você viveu ou presenciou jamais será esquecido na memória.

Há algum case pernambucano que você destacaria?
Temos um case que gostamos bastante de evidenciar, que foi feito pela Empetur no aeroporto do Recife. Ao descer dos seus voos os passageiros eram impactados por sombrinhas de frevo personalizadas no lugar de suas bagagens e até mesmo por passistas dando as boas-vindas à cidade na época do Carnaval. O “flashmob da Folia” nome dado à ação, destaca um pilar muito importante do live marketing: a espontaneidade.

Há algum indicador que sinalize o crescimento do investimento das empresas em

live marketing?
Recentemente uma pesquisa realizada pela agência 96 apontou um faturamento no segmento de R$ 43,9 bilhões, onde o live marketing vem sendo um dos principais aliados para as empresas enfrentarem o revés econômico do País. E há perspectiva de crescimento com a expansão do conceito de ativar experiências de marca. Esse universo da comunicação envolve CRM, incentivo, trade, ponto de venda, eventos, convenções, feiras e até mesmo ações B2B para a aproximação de negócios.

.


.

Bomprapet oferece culinária afetiva para cachorro

A empresa Bomprapet produz comida saudável para cães de todos os tamanhos e idade. “Fornecemos alimentação natural e petisco funcional na Região Metropolitana do Recife. Um alimento de verdade, longe de aditivos sintéticos e processos industriais é responsável por estender a vida do animal, promover diversos benefícios ao corpo dele, além de ser muito saborosa. Nossas receitas são exclusivas, desenvolvidas com todo carinho e cuidado para os peludos”, afirma Ligia Albuquerque.

A empresária explica que a produção de alimento natural e petiscos funcionais se baseiam nos benefícios que uma “comida de verdade” proporciona, cada componente da dieta tem sua textura e sabor próprio, promovendo assim enriquecimento associados ao hábito da alimentação animal, trazendo mais prazer e satisfação para o pet.

“A Bomprapet entende que o importante para o sucesso da sua produção é elaborar alimentos devidamente balanceados, saborosos, feitos exclusivamente para o pet. Sabemos que o alimento é um dos fatores principais para a saúde de todos. Para os cães, uma comida bem balanceada é responsável por prevenir doenças, prolongar a expectativa de vida e contribuir para um bom comportamento do animal. Focamos em trazer satisfação e qualidade de vida para os animais através das nossas receitas”, explica Ligia.

Para mais informações sobre o Bomprapet, confira o Instagram da empresa (@bomprapet) ou pelo telefone: (81) 9979-32422.

.


..

Nova cafeteria da marca Santa Clara

Mércia Paes e Kaline Araújo são as novas parceiras da rede de cafeterias Santa Clara. A marca de café que já possui unidades na avenida Boa Viagem e no bairro das Graças, abre sua terceira casa, desta vez, no bairro de Setúbal (quarta, 24/10). A cafeteria terá capacidade para 130 pessoas, terá serviço de café da manhã, almoço e jantar, além de uma linha de sanduíches de pães artesanais, tortas e bolos especiais.

O Grupo 3Corações é líder nacional no segmento de café torrado e moído, pioneiro e líder de mercado com o Cappuccino 3Corações, e líder nas Regiões Norte e Nordeste com o Café Santa Clara. Fundada em 1959, no interior do Rio Grande do Norte, a companhia possui 25 Centros de Distribuição (CDs), seis plantas fabris (nove unidades industriais), duas unidades de compra e beneficiamento de café verde (Armazéns), uma unidade corporativa – integradora (CE, SP e MG) – e a Escola de Serviços e Sabores.

A empresa está presente em mais de 300 mil pontos de venda no País, com estrutura logística e comercial próprias. O grupo também exporta café de algumas de suas marcas para os principais mercados da América Latina e Estados Unidos.

.


.

Noha Shoes expande e lança nova coleção

O relatório da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) previu incremento entre 0,4% e 3,55 na produção de calçados, em 2018, no Brasil. A Noha Shoes é um exemplo desse bom desempenho do setor e teve seu faturamento dobrado em relação ao mesmo período do ano passado.

Assim como o número de lojas que saiu de três para sete, a expectativa é dobrar este número até 2019. A marca, que tem inspiração na Europa, vai lançar nova coleção, a Milano. Segundo o empresário João Andrade Lima, é preciso entender o estilo do homem brasileiro para incorporar à inspiração. “Não adianta copiarmos e vendermos aqui, os mercados são diferentes e precisamos ter isso em mente no momento de desenvolvimento dos nossos produtos. A Noha usa como referência os desenvolvimentos europeus, mas sempre dando ao nosso produto uma alma brasileira.”
.


.

Investimentos

Marco Williner, diretor do LGT Bank da Suíça estará no Recife hoje (dia 23) a convite do executivo Daniel Lins. O objetivo da visita é conhecer o projeto da Sirius, uma empresa de agentes autônomos de investimentos.

O LGT é o maior grupo de Private Bank do mundo, atende mais de 20 países e tem mais de 90 anos de história.

Deixe seu comentário

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon