Jazz no agreste com sabor da Louisiana – Revista Algomais – a revista de Pernambuco

Jazz no agreste com sabor da Louisiana

  O Garanhuns Jazz Festival traz o Circuito Gastronômico inspirado na culinária do berço do jazz e promete transportar a atmosfera de New Orleans para o agreste. 

Nesta edição do Garanhuns Jazz Festival bares e restaurantes da cidade organizaram um Circuito Gastronômico com atrações musicais e especialidades culinárias de Nova Orleans. O destaque do circuito gastronômico pela culinária da Louisiana remete à história da formação e consolidação do jazz como estilo musical. Cheia de influências africanas e francesas, o estado do sul dos Estados Unidos se difere bastante do resto do país, sua culinária também reflete isso. 

Neste ano, mais de uma dezena de estabelecimentos participam do circuito que tem apoio da organização do evento e da prefeitura de Garanhuns. Entre eles estão o Chalé Restaurante, Cantinho da Macaxeira, lanchonete Gregos e Cia, Bar e Restaurante Recanto Paulista, Hox (Róquis), Praça da Pizza, Chocolate Sete Colinas, Vale das Colinas, Dom Pedro Gastrobar, Fazenda Lago São Francisco e Fogo na Telha.               

  Os participantes capricharam para receber os garanhuenses e turistas. O Dom Pedro Gastrobar traz para o festival um prato que traduz bem a diversidade cultural. O Jambalaya, prato típico de New Orleans, leva o nome da musicista  Liv Moraes. Consiste numa espécie de paella com um blend de carnes e frutos do mar numa mistura de diversos temperos típicos como salsão, pimenta vermelha e cebola. Esses elementos são derivados das cozinhas cajun e creole, bem próximos de agradar ao paladar brasileiro.

Os temperos da Luisiana estão por toda cidade. O Chalé Restaurante preparou um menu repleto de aromas, cores e histórias, que recorda as origens do jazz, fazendo uma conexão precisa entre o agreste brasileiro e o sul dos Estados Unidos. No menu preparado para o festival, a Pizza Nova Orleans a Derico Sciotti, é uma opção para quem quer mergulhar no universo do jazz. O  restaurante traz outras inspirações de Nova Orleans para o cardápio, como um prato em homenagem ao americano Lorenzo Thompson, outra das atrações do Garanhuns Jazz. 

Os acordes do jazz inspiraram a criatividade dos chefs regionais: o Cantinho da Macaxeira, um restaurante de comida tradicional nordestina, mudou completamente seu cardápio, trazendo um diálogo entre a comida do sul dos Estados Unidos e a culinária local. O Baião New Orleans à Toinho Alves é um exemplo dessa mistura, é um baião de dois com feijão vermelhos e linguiças variadas. O Gumbo à Flora Purim é um prato com caldo de legumes apimentado com quiabo, camarões, linguiça portuguesa e frango acompanhado de arroz, também é parte do cardápio do restaurante para o circuito.   

 O Terraço Churrascaria e Choperia, não fica de fora e traz um menu desenvolvido especialmente para o festival. O Bacalhau Arthur Felipe, que consiste em um bacalhau servido em lascas com arroz cremoso e ovo mole, representa bem a diversidade da churrascaria. O restaurante também traz um prato numa linha mais regional, inspirado no músico carioca Jefferson Gonçalves, o prato é composto de uma carne de sol  servida com tiras de macaxeira e legumes tostados. 

Já a primeira lanchonete especializada em churrasco grego da cidade de Garanhuns, também entrou fundo na história e nos aromas da terra do jazz,  trazendo um sanduíche tradicional de New Orleans para o evento. Grego’s e Cia prepararam um sanduíche especial, o Poboy, lanche típico da Louisiana, feito no pão baguete acompanhado de alface americana, rodelas de tomate frescos, maionese defumada da casa, camarões empanados crocantes cobertos pelo molho especial. 

Além de todos os pratos especiais, uma grande atração para os visitantes é a programação musical que estes estabelecimentos estão preparando para os momentos antes e depois do festival. As jam sessions (encontros de músicos) estão garantidos por vários bares e restaurantes. A programação off festival também pode ser conferida no instagram do evento. @garanhunsjazzfestival . O Garanhuns Jazz é uma realização da Prefeitura da cidade com produção de Jackson Rocha Jr, da Promundo, e de Giovanni Papaléo.

Garanhuns Jazz Festival celebra Flora Purim e Luiz Carlos de Oliveira em uma eclética e especial programação

Garanhuns, Pernambuco – O Garanhuns Jazz Festival, um dos eventos mais esperados do cenário musical brasileiro, retorna este ano com uma programação ainda mais diversificada e emocionante. De 18 a 21 de fevereiro, a cidade serrana do agreste pernambucano será palco de quatro dias de música jazz, com a presença de grandes músicos brasileiros e internacionais, bem como homenagens especiais como a cantora Flora Purim e o prefeito Luiz Carlos de Oliveira, falecido no ano passado. 

O festival começa no sábado, 18 de fevereiro, com Arthur Philipe (PE) fazendo um tributo a Frank Sinatra. Em seguida, o Mobile Jazz Band (PE) e Derico Sciotti (SP), com a participação especial de Bento Camelo (PE), apresentarão um show emocionante. A noite terminará com Bruno Marques (MG) e Lorenzo Thompson (USA) trazendo um pouco da sonoridade americana para o palco. O poeta Sandoval Ferreira Leite fará as honras nos intervalos das apresentações.O domingo começa com o Quinteto Violado (PE), seguido pelo Baião Di Três (PE), Celso Pixinga (SP) e Derico Sciotti (SP). A noite promete ficar ainda mais emocionante com Uptown Band (PE), Herick Faustino (PE) e Ivanar Nunes (PE), além da participação especial de Rita Kfouri (SP). A Guitar Night encerrará a noite com Joanatan Richard Trio (PE), Luiz Carlini (SP), Diego Albuquerque (PE), Igor Prado (SP), Rodrigo Morcego (PE) e Bruno Marques (MG).

Na segunda-feira, Vintage Pepper (PE) abre a noite, seguido por Igor Prado (SP) e Tamara Peterson (USA). O destaque da noite será o Tributo a Rita Lee, com Os Valvulados (PE), Luiz Carlini (SP), Graça Cunha (SP), Catarina Rosa (PE), Marilia Ferro (PE), Yngrid Bitencourt (PE) e a participação especial de Sol Ribeiro (SP).O Garanhuns Jazz Festival terminará na terça-feira com Jazz Brasil (PE) e a apresentação de Nanda Moura (RJ/CE) e Adriano Grineberg (SP). A noite promete ser ainda mais especial com o Tributo a Dominguinhos, com Liv Moraes (PE), João Neto (PE), Pablo Moreno (PE), Jefferson Gonçalves (RJ), Bella Kahun (PE), Ciço Poeta (PE), Uptown Band (PE) e a participação especial de Dany Boy (PE). Para encerrar o festival, Baby do Brasil (RJ) se apresentará com seu repertório de samba jazz.O Garanhuns Jazz Festival é uma celebração da música jazz e seus derivados, que a cada ano atrai um público mais diverso e entusiasmado. 

Deixe seu comentário
anúncio 5 passos para im ... ltura Data Driven na sua empresa

+ Recentes

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon