Livro sobre obra de Reynaldo Fonseca será lançado no Museu do Estado

No dia 21 de maio, às 19h, o Museu do Estado de Pernambuco (MEPE) realizará o lançamento do livro “Reynaldo Fonseca”, de autoria de Denise Mattar e Maurício Redig de Campos, acompanhado de palestra com a autora e Profa. Dra. Joana d’Arc Lima.

Reynaldo Fonseca é um dos mais importantes artistas pernambucanos, ocupando um lugar único no circuito de artebrasileiro. É um artista singular, que, no correr de sua longa vida, contou com uma legião de admiradores entre público, crítica e colecionadores. O livro vem preencher uma lacuna, visto que as publicações sobre o artista estão inteiramente esgotadas e quase todas analisam a obra do artista apenas a partir da sua chegada no Rio de Janeiro, nos anos 1980, enquanto que o artista teve importante participação na cena artística recifense desde a década de 1940.

A publicação foi realizada com o patrocínio do REC Cultural, através da Lei de Incentivo à Cultura. O livro tem 272 páginas, bilíngue português e inglês, edição capa dura, reunindo um conjunto de obras de toda a produção do artista, desde os anos 1930 até sua morte, em 2019. Uma cronologia ilustrada percorre toda a vida do artista e sua significativa inserção na cena artística nacional, notadamente nos anos 1980 quando residiu por um período no Rio de Janeiro. Os mais importantes críticos escreveram sobre a obra do artista, entre eles: Ariano Suassuna, Francisco Brennand, Frederico Morais, Geraldo Edson de Andrade, José Cláudio, Ladjane Bandeira, Olívio Tavares de Araújo, Olney Krüse, Roberto Pontual e Walmir Ayala. Essa fortuna crítica permeia toda a publicação. 

O Museu do Estado de Pernambuco tem várias obras da primeira produção do artista, incluindo a obra Gêmeos, com a qual Reynaldo foi premiado aos 19 anos. Uma exposição desse conjunto será apresentada por ocasião do lançamento.

Na apresentação do livro diz Denise Mattar:

Fazer este livro foi uma tarefa que se revestiu de extrema dificuldade, pela quantidade de material, de todas as ordens, guardadas pelo artista e conservadas pela família. Uma verdadeira avalanche de desenhos, cartas, entrevistas, catálogos, convites, e artigos de jornais e revistas. A pesquisa desse material revelou a marcante presença de Reynaldo na cena artística pernambucana, apesar de seu legendário retraimento. Como era hábito na época, os textos eram recortados sem referências de data e veículo e, embora tenhamos conseguido situar grande parte deles, outros não puderam ser devidamente catalogados mas, por sua importância, foram mantidos na publicação.Muitos foram os artífices que tornaram possível esse trabalho: Lucia Helena, sobrinha querida de Reynaldo, que auxiliada por seu filho Maurício Redig de Campos se empenha em manter viva a obra do artista; Diogo Cantarelli e o REC Cultural, que viabilizou o projeto, os colecionadores e instituições que autorizaram a captação das imagens.Certa de que este livro traz significativa contribuição para o entendimento da obra de Reynaldo Fonseca, estendo meus agradecimentos a todos esses colaboradores.

Deixe seu comentário
anúncio 5 passos para im ... ltura Data Driven na sua empresa

+ Recentes

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon