Fitness e Wellness

Fitness e Wellness

Jademilson Silva

Vôlei: uma fonte de diversão e lazer para todos

Ricardo França é professor de vôlei e técnico do Sport Club do Recife

O vôlei, um esporte que envolve pessoas de diferentes idades e habilidades, é muito além de uma competição. É uma fonte de diversão e lazer para milhões ao redor do mundo. Desde as praias ensolaradas até as quadras cobertas, o vôlei oferece uma experiência única, promovendo saúde, socialização e entretenimento.

O professor Ricardo França é técnico de vôlei do Sport Club Recife e revela que a prática do voleibol é versátil e vai desde a parte esportiva até a diversão em uma simples pelada.  

“O voleibol hoje é o segundo esporte mais praticado nacionalmente, e dentro dessa prática podemos observar diferentes vertentes, temos o voleibol de rendimento onde o foco é o resultado e toda a preparação que envolve o objetivo, temos o voleibol praticado dentro das escolas como formato de iniciação esportiva ou lúdico, temos também o contexto de lazer onde vemos grupos se reunindo para bater aquela peladinha e brincadeira onde o que menos importa é ganhar ou perder, e temos o voleibol como prática de atividade física visando o bem-estar e a qualidade de vida, onde o treino é orientado por um profissional buscando uma melhoria ao nível de capacidades físicas, assim como proporcionando momentos de alegria e descontração”, diz o professor.

Além da diversão, o vôlei também é uma forma de promover saúde e bem-estar. Os movimentos dinâmicos e a intensidade do jogo proporcionam um treino completo, melhorando a condição física, a coordenação e a agilidade. Além disso, a interação social durante o jogo contribui para o bem-estar emocional, o estresse e o fortalecimento dos laços sociais.

  • Melhoria do condicionamento físico e cardiorrespiratório
  • Desestressar de um dia cansativo
  • Praticar uma atividade física diferente do convencional
  • Melhoria no humor

O vôlei é uma excelente prática para socialização. Este esporte oferece diversas oportunidades de interação social, tanto dentro quanto fora da quadra.

“O voleibol como é um esporte coletivo, ele nos proporciona a comunicação e interação constante com seus praticantes, entender que você precisa do seu companheiro de equipe para poder jogar, faz com que valores como cooperação, união, confiança, trabalho em conjunto estejam atrelados a prática saudável. Trazendo assim vários elementos positivos no aspecto emocional que contribuem para uma melhora no humor e auxiliam na saúde mental de seu praticante”, revela Ricardo França.

Prof. Ricardo informa também que o vôlei é um esporte sem restrições:

Não existem restrições para a prática do voleibol. Existem várias adaptações ao formato oficial da modalidade que permitem que seus praticantes façam uma prática adequada para qualquer realidade, física ou social.

O vôlei não tem distinção de sexo, idade, ou limitação no aspecto motor. Em qualquer lugar podemos presenciar pessoas praticando em todas as suas variações, seja ela de rendimento, lazer ou saúde.

“Cada vez mais os esportes vêm se adaptando às demandas que surgem, não apenas cadeirantes, mas os portadores de alguma limitação física podem e devem caso se interessem pela modalidade buscar locais que já fornecem uma prática adaptada a sua necessidade e aproveitar o que de melhor o voleibol tem a oferecer”, diz.

Com sua capacidade única de unir, divertir e promover saúde, o vôlei continua a encantar e inspirar milhões de pessoas. Seja na areia da praia ou nas quadras cobertas, o vôlei oferece uma experiência inigualável de alegria, camaradagem e bem-estar para todos os que se aventuram a participar.

Hoje existem vários projetos que oferecem treinamentos ou aulas para o público master, seja voltado para competições ou apenas para uma prática saudável do voleibol.

“Posso citar o INE Voleibol, que é um produto do Instituto Novo Esporte, que hoje possui mais de 15 polos que oferecem o voleibol para todos os níveis e objetivos. Proporcionando melhoria na capacidade física e técnica mediante treinamentos específicos em seus atletas, assim como bem-estar e qualidade de vida para seus alunos que buscam esse objetivo por meio de uma prática saudável”, diz Ricardo França.

O vôlei é uma comunidade global, com uma ampla rede de jogadores, treinadores e entusiastas. Participar dessa comunidade oferece a oportunidade de fazer novas amizades, trocar experiências e se envolver em eventos e atividades relacionadas ao esporte.


O hábito de leitura é uma prática que possibilita inúmeros benefícios à mente das crianças, adultos e idosos. Os estímulos que são direcionados ao cérebro auxiliam a amenizar o estresse, mantém o bom funcionamento da cognição, assim como proporcionam uma melhor saúde mental.

No Brasil, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Alzheimer (Abraz), 1,7 milhão de pessoas com 60 anos ou mais têm algum tipo de demência.  Importante mencionar, dessa forma, que outros estudos apontam que a leitura pode proteger a mente de doenças neurodegenerativas, a exemplo do Alzheimer.

Embora o hábito pareça simples, a leitura treina o cérebro para garantir mais resistência a danos cerebrais. Mais do que a transmissão ou retenção de informações, a mente trabalha de maneira coordenada para permitir bons desenvolvimentos cognitivos. O neurocirurgião, Frederico Prado, ressalta que ler contribui para a saúde cerebral.

“A leitura auxilia nas conexões cerebrais e cria novos vínculos neuronais”, explica. O médico acrescenta, ainda, que a prática pode desenvolver melhor a parte da mentalização, raciocínio, assim como a memória das pessoas.

O gosto pelo hábito da leitura é algo que pode ser estimulado gradativamente e nunca é tarde para ser iniciado. Isso porque, segundo Frederico, a prática possibilita maior proteção ao cérebro à medida que envelhecemos. O especialista reitera que, quanto antes começar, mais chances de vivenciar uma velhice confortável nos aspectos físicos e cognitivos. “Reforço que o estímulo que a leitura gera às pessoas também é imprescindível para bons cuidados com a memória e com o nosso cérebro”, expressa.

Para psicóloga, Kalina Galvão, além de proporcionar um momento de saúde mental, no sentido de parar as atividades do dia a dia e gerenciar o estresse, o hábito da leitura ajuda na ansiedade. “A prática da leitura é aliada à estimulação da memória desde a criança até o adulto”, frisa. Dessa forma, “auxilia na imaginação, na criatividade, aquisição de conhecimentos e plasticidade (a capacidade da criança, por exemplo, se reorganizar e estruturar emocional e cognitivamente)”, afirma.

Sem contar que, ao longo da vida, a leitura traz consequentemente inúmeras prevenções de doenças que envolvem a cognição. Em complementação, “abre possibilidades para aumentar processo de comunicação, suscitando vários benefícios para a saúde mental. Além do processo de conhecimento, há melhor compreensão de mentalização, aprendizagem e organização para realizar exercícios mentais”, finaliza Kalina.


Professor Tony Gustavo ministra aulas de jiu-jitsu para crianças e adultos – Foto: Divulgação

O Centro de Treinamento NE Fight, no bairro do Jiquiá, zona oeste do Recife, abrirá aulas de jiu-jitsu baby, com idades entre 4 e 7 anos. “As aulas de jiu-jitsu baby envolvem atividades que estimulam o desenvolvimento físico, incluindo exercícios de mobilidade, coordenação motora e equilíbrio. Esses movimentos ajudam no desenvolvimento muscular e no fortalecimento do corpo dos bebês, bem como há interação lúdica no treino”, revela o faixa preta de jiu-jitsu e professor das turmas, Tony Gustavo. O CT já disponibiliza aulas para crianças e adolescentes de 7 a 14 anos, nas segundas e quartas, das 18:30h às 20h. Na sexta, das 18:30h até 19:30h. “O jiu-jitsu infantil promove a confiança da criança através do desenvolvimento de habilidades físicas, da superação de desafios e da aprendizagem de autodefesa”, informa o prof. Tony Gustavo. Informações sobre aula experimental e matrículas: 81 9.9559.0291 @tonygustavope


Hidroginástia no Compaz Eduardo Campos – Foto: Internet

Nesta quarta-feira, o Compaz Eduardo Campos, localizado no alto Santa Terezinha, abre inscrições para 270 novas vagas de hidroginástica. As inscrições acontecem, de forma presencial, das oito às cinco da tarde, até as vagas serem preenchidas. As aulas são destinadas a pessoas a partir dos 18 anos e acontecem nos turnos: manhã, tarde e noite. Os novos inscritos já saem do Compaz, no ato da inscrição, com seu exame dermatológico marcado, facilitando e conferindo rapidez ao processo de matrícula.  Para se inscrever, basta comparecer à recepção do Compaz Eduardo Campos e  ser cadastrado na rede Compaz. Caso a pessoa ainda não seja cadastrada, é preciso levar RG, CPF e comprovante de residência no Recife. Informações: @compazrecife


Parque Josepha Coelho será palco da corrida – Foto: Internet

Dentro da programação da Semana da Enfermagem do Coren-PE está prevista a I Minimaratona da Enfermagem do Sertão, que será realizada no dia 19 de maio, nas dependências do Parque Municipal Josepha Coelho, em Petrolina. A atividade tem o objetivo de incentivar a prática esportiva e a melhoria na qualidade de vida dos profissionais de enfermagem. A expectativa é que a corrida reúna 250 atletas amadores e profissionais. Informações: @coren.pe


Deixe seu comentário

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon