Medicação de idosos exige cuidados especiais

O número de idosos no país cresceu 18% nos últimos cinco anos, ultrapassando a marca de 30,2 milhões de pessoas, segundo a mais recente Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) do IBGE. O crescimento dessa faixa etária da população coloca em evidência a importância dos cuidados corretos com a saúde do idoso, e o uso de medicamentos é parte essencial desse esforço.

“À medida em que as pessoas envelhecem, tendem a necessitar mais de medicamentos de uso contínuo. É natural que os idosos sejam mais sensíveis aos efeitos colaterais das medicações, por isso o cuidado com essa faixa etária deve ser redobrado. Nós, farmacêuticos da Extrafarma, estamos cientes do papel da farmácia nos cuidados com a saúde de todos, e estamos capacitados para auxiliar os idosos na melhor forma de tomar seus medicamentos para evitar interações e reações diversas, basta ele ter em mãos as prescrições médicas que podemos instruí-los quanto ao uso de todos os medicamentos”, explica Adriano Ribeiro, farmacêutico da rede.

Para evitar reações indesejáveis e riscos à saúde, alguns cuidados são importantes na hora de tomar a medicação. Confira abaixo as principais recomendações.

Organização é fundamental
Faça uma lista com todos os medicamentos usados, informando o nome da medicação, a dose e frequência recomendadas e os horários em que deve ser ingerida. Informações que ajudem a identificar o medicamento, como o formato e cor das cápsulas, também são importantes.

Bulas e embalagens
Guarde todas as bulas e embalagens originais dos medicamentos. Isso facilita o controle do prazo de validade das medicações e a pesquisa de efeitos adversos caso seja necessário.

Horários
Respeitar os horários e intervalos de ingestão dos medicamentos é crucial para um tratamento bem-sucedido. Para evitar esquecimentos, deixe a lista com os medicamentos e horários em que devem ser tomados em um local visível, como a porta da geladeira ou o espelho do banheiro, e coloque alarmes para tocar na hora em que os medicamentos precisam ser usados.

Duração do tratamento
Não abandone o tratamento antes do prazo estipulado pelo médico, mesmo quando perceber a melhora ou o desaparecimento dos sintomas.

Interação de medicamentos
Sempre informe o médico ou farmacêutico sobre o uso de medicamentos, mesmo que sejam suplementos vitamínicos, produtos fitoterápicos ou medicamentos isentos de prescrição, pois podem conter substâncias capazes de alterar os efeitos do tratamento prescrito no organismo. Na hora da consulta, avise ao médico sobre os medicamentos que já toma para ele auxiliar na organização dos horários de cada medicação, ou busque o auxílio em um especialista da saúde, como os farmacêuticos.

Deixe seu comentário
anúncio 5 passos para im ... ltura Data Driven na sua empresa

+ Recentes

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon