Mulheres têm mais ansiedade e depressão no ambiente de trabalho

Levantamento realizado pelo Zenklub, startup especialista em saúde emocional e bem-estar corporativo, constatou que mulheres inseridas no mercado de trabalho têm índices mais altos de ansiedade e depressão, além de índice mais baixo de bem-estar corporativo. No ambiente de trabalho, elas apresentam, em média, indicadores de ansiedade 10% maiores do que o público masculino. Para o índice de depressão, o número sobe 13% na média comparativa. Em relação aos índices de bem-estar corporativo, numa escala em que 100 é o melhor cenário, as mulheres pontuaram, em média, 63 pontos enquanto os homens pontuaram 68 pontos, um indicador 7% menor.

O estudo considerou uma amostra de 4.486 colaboradores, com registro na plataforma, que responderam a questionários entre janeiro e dezembro de 2022. “Esse levantamento vai ao encontro de uma realidade que já suspeitávamos há anos e que provavelmente está ligada à falta de reconhecimento, à insegurança no ambiente corporativo e às longas jornadas de trabalho a que as mulheres estão expostas para conseguirem cuidar de si, da família e da carreira, e que as adoecem”, analisa Maria Barreto, CRO (Chief Revenue Officer) do Zenklub.

Deixe seu comentário

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon