Projeto de restauração florestal de 170 hectares marca o Dia Mundial do Meio Ambiente em Suape

Até o final do ano, a intenção é plantar 283 mil mudas de espécies de Mata Atlântica cultivadas no Viveiro Florestal da estatal portuária, contabilizando 2.700.000 mudas já plantadas na ZPEC

(Do Complexo de Suape)

Neste 5 de junho, o Complexo de Suape lembra o Dia Mundial do Meio Ambiente com o plantio de mudas e o anúncio de projeto de restauração florestal de 170 hectares da Zona de Preservação Ecológica (ZPEC). Até o final do ano, a intenção é plantar 283 mil mudas de espécies da Mata Atlântica cultivadas no Viveiro Florestal da estatal portuária. Com esta nova área, a empresa contabilizará o plantio de cerca de 2.700.000 (dois milhões e setecentas mil) mudas de 78 espécies do bioma.

“O ato, neste domingo, representa um grande passo para a sustentabilidade do território, proporcionando maior equilíbrio entre o desenvolvimento econômico e o bem-estar socioambiental. A restauração de ecossistemas é fundamental para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), principalmente aqueles sobre mudança climática, erradicação da pobreza, segurança alimentar, bem como conservação da água e da biodiversidade”, explica o diretor-presidente da estatal portuária, Roberto Gusmão.
Suape realiza ações de restauração florestal na ZPEC desde 2010, somando 1.067 hectares de áreas em processo de recuperação da Mata Atlântica, incluindo mangue, restinga e floresta ombrófila densa. Até o final de 2024, a meta é realizar o plantio de mais 291 hectares. As mudas utilizadas são advindas do Viveiro Florestal de Suape, que tem estrutura e capacidade para produzir cerca de 450 mil por ano e manutenção de 700 mil. De acordo com o Plano Diretor da estatal, a ZPEC, que abrange mais de 59% do território estratégico, é destinada para a prática de atividades de preservação, proteção e controle dos recursos naturais.

De acordo com o diretor de Meio Ambiente e Sustentabilidade da empresa, Carlos Cavalcanti, as ações socioambientais promovidas pela empresa estão em sintonia com o Pacto Global e com as metas estabelecidas pela ONU. “Suape tem investido cada vez mais recursos para ampliar as ações ambientais e sociais no território estratégico. Além da restauração florestal, promove programas de segurança alimentar para as famílias, a exemplo dos Quintais Ecoprodutivos; pesquisa e proteção da vida marinha (Megamar); fomento ao empreendedorismo (projetos Tô na Feira e Suape Incentiva); energias renováveis com a futura implantação do hub de Hidrogênio Verde e instalação de placas fotovoltaicas no viveiro; economia circular, entre outras iniciativas”, pontua.

MARCO MUNDIAL – Criado em 1972 pela ONU, o Dia Mundial do Meio Ambiente ocorre em 5 de junho, tendo como principal objetivo a reflexão sobre os impactos ambientais globais e a tomada de ações para intensificar a proteção da biodiversidade e dos recursos naturais.

Deixe seu comentário

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon