Risco de trombose é maior para quem já contraiu Covid-19

A trombose é uma condição clínica em que há a formação de um coágulo em uma veia profunda do corpo. Quase que silenciosa, poucas pessoas apresentam os sintomas da doença. Mesmo havendo casos de dor e inchaço, a patologia pode ser desenvolvida por quem pegou a Covid-19.

O novo Coronavírus é responsável por 16,6% dos casos de desenvolvimento de uma trombose. E um dos fatores de risco, atrelado ao contexto da Covid-19, são as doenças crônicas, como as pulmonares e, principalmente, as cardiovasculares.

De acordo com o cardiologista e especialista em Hipertensão Arterial, Dr. Audes Feitosa, o fumo representa 0,18% de chances de se ter uma trombose, o anticoncepcional 0,05% e a vacina AtraZeneca 0,0004%. Essa última, vem gerando vários questionamentos por conta da sua possível relação com os casos adversos pelo mundo.

Mas, é importante destacar que, os casos registrados pelo imunizante AstraZeneca/Oxford contra a Covid-19 são muito baixos e não tem, por enquanto, uma clara associação com o desenvolvimento de trombose. O que se sabe é que, os benefícios superam os riscos, já que a vacina reduz o risco de hospitalizações e mortes.

O médico volta a afirmar que, em comparação, a infecção pela Covid-19 é mais perigosa do que a aplicação de qualquer vacina. “Se a vacina estiver liberada para o seu grupo, não deixe de tomá-la. Não é hora de escolher a vacina que vamos tomar, é hora de tomá-la”, pontuou Audes.

Deixe seu comentário
anúncio 5 passos para im ... ltura Data Driven na sua empresa

+ Recentes

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon