Saiba como prevenir a dor na coluna – Revista Algomais – a revista de Pernambuco

Saiba como prevenir a dor na coluna

A fisioterapeuta Maria do Socorro Almeida defende que prevenção da dor nas costas deva ser feita ainda na infância. “É preciso orientar a criança desde cedo a como se comportar para evitar o quadro doloroso. Essa orientação pode vir dos pais, professores e do educador que realiza atividade física com alunos”, propõe Socorro, que é especialista em reeducação postural global (RPG) e osteopatia.

Um bom começo para realizar esse esclarecimento é ensinar os pequenos a evitarem a má postura, seja no computador, assistindo à TV, ou mesmo dormindo, já que é um dos fatores mais recorrentes a causar problemas na coluna. “A prática postural saudável poderia ser ensinada não só em casa, mas principalmente nas escolas”, sugere Socorro. Os adultos também devem ficar atentos a essas situações em especial no ambiente de trabalho (veja algumas dicas de posturas corretas).

E, falando em trabalho, sinal amarelo para aqueles que permanecem muito tempo sentados no escritório, pois isso pode pressionar os discos situados entre as vértebras da coluna. Resultado: dor na região lombar. Com possibilidade para progredir, com o tempo, para uma hérnia de disco. O fato é que não devemos sentar por longos períodos, mesmo que seja numa posição correta, porque a ausência de movimentação tensiona os músculos que passam a doer. “O ideal é que, pelo menos a cada uma hora, a pessoa se levante”, orienta Socorro. “Vá ao banheiro, ou beba água ou ainda, se quiser falar com o colega, em vez de contatá-lo por telefone, vá até a sala dele”, sugere.

Uma dica para quem quiser se ajustar a uma postura correta é fazer sessões de reeducação postural global (RPG). Trata-se um método fisioterapêutico que visa prevenir e corrigir alterações posturais que causam dor e desconforto. “É realizado por meio de posturas de alongamento muscular, associado com a respiração associado. Não é voltado unicamente para as pessoas com dor, mas também para todos que buscam encontrar um melhor equilíbrio e viver em harmonia com o corpo”, explica Socorro.

E é ao respirar corretamente que também se combate o estresse, outra causa importante na origem das dores. Quando uma pessoa está estressada, seus músculos são tensionados, o que pode levar a um quadro doloroso, em especial na região muscular das costas e do pescoço. Além disso, um estado estressante pode liberar no organismo hormônios que aumentam a percepção da dor, como o cortisol e o adrenocorticotrópico (ACTH).

Por isso, não coloque em segundo plano atividades que possam evitar e combater o estresse. Uma delas é o exercício físico que além de relaxar, estimula a produção de endorfinas (substâncias ligadas ao bem-estar) e é uma arma poderosa contra a obesidade. Estar com aqueles indesejáveis quilos a mais, por sinal, também pode provocar dor por causar uma sobrecarga aos discos intervertebrais. “O aumento de peso favorece ao desgaste na articulação da coluna. O obeso tem limitação na flexibilidade e dificuldade na realização de movimentos”, adverte Socorro.

Mas, qual o melhor exercício? “O ideal é fazer algo que se goste, seja caminhar, praticar um esporte, academia, natação (que envolve todos os músculos e a respiração) ou atividades que causem relaxamento, como a ioga”, recomenda a fisioterapeuta, acrescentando que se deve exercitar no mínimo três vezes por semana.

O pilates é especialmente saudável por ser um método de condicionamento físico que visa melhorar flexibilidade, consciência corporal, força e equilíbrio. Quanto aos exercícios de alto impacto, como correr, por exemplo, devem ser evitados pelos que sofrem de hérnia de disco. Esses movimentos pressionam justamente os discos intervertebrais, provocando a crise dolorosa.

Como se pode perceber, entre o estresse e o sedentarismo da vida moderna, o melhor mesmo para prevenir a quase inevitável lombalgia é seguir a receita do compositor Walter Franco: tudo é uma questão de manter a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranquilo.

Mas não é só. Também se deve ter atenção redobrada ao carregar objetos. Eles devem pesar no máximo 10% do peso total da pessoa que o carrega. Isso inclui, evidentemente, maxi bolsas tão ao gosto das mulheres e as mochilas escolares (portanto, a melhor opção é o modelo de rodinhas) .

Muitas vezes, porém, a causa da dor nas costas pode não ser originada na coluna, mas em outras regiões do corpo. Problemas nos joelhos e nos pés, como o conhecido “pé torto” são também responsáveis por lombalgias. “A melhor prevenção, nesse caso, é tratar essas deformidades no paciente ainda quando criança”, alerta Socorro.

Deixe seu comentário
anúncio 5 passos para im ... ltura Data Driven na sua empresa

+ Recentes

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon