Saúde bucal e mental: qual a relação?

A saúde mental e a saúde bucal são partes integrantes da saúde em geral e representam um estado de completo bem-estar físico, mental e social. A cirurgiã-dentista Cláudia Albuquerque, da MaxiDente, explica que “os transtornos mentais afetam o comportamento do indivíduo, alterando a rotina de cuidados com a saúde. A depressão, a esquizofrenia, o transtorno afetivo bipolar, a demência, a deficiência intelectual e os transtornos de desenvolvimento, estão entre os transtornos mentais mais conhecidos, fazendo com que o indivíduo esqueça a saúde física e, consequentemente, a higienização bucal, provocando uma série de agravos à boca”.

O corpo humano é como uma engrenagem. Se algo não vai bem, todo o resto pode ser afetado. Quando o assunto é saúde mental, é mais comum notar mudanças no comportamento da pessoa, embora uma disfunção nessa área possa impactar também outras partes do organismo, como a boca. Alguns problemas bucais podem estar relacionados à ansiedade, depressão e o estresse, por exemplo.

Ainda de acordo com Cláudia Albuquerque, é dever do cirurgião-dentista avaliar a cavidade bucal para perceber se há diminuição do fluxo salivar (decorrente de algum efeito colateral de alguma medicação específica). “A diminuição da produção de saliva pode gerar agravos para a cavidade bucal, tais como cárie, periodontite e gengivite. Em alguns casos, uma simples troca na medicação pode minimizar a questão”.

.

Cirurgiã dentista Cláudia Albuquerque fala sobre relação entre a saúde mental e bucal.

.
O bruxismo (ato de ranger ou apertar os dentes, principalmente durante o sono) é outra disfunção que necessita de atenção no tratamento odontológico. A doença está relacionada à ansiedade e ao estresse. “O ato de ranger os dentes e apertar a mandíbula pode originar dores de cabeça intensa, além de problemas musculares na face, pescoço, ombro e toda região cervical”, salienta Cláudia.

Outro aspecto importante é a correlação de alguns medicamentos utilizados em tratamentos psiquiátricos, que podem provocar hiperplasia gengival, um aumento excessivo do número de células da gengiva (a doença acarreta crescimento da gengiva e em casos mais graves, pode trazer consequências como problemas na mastigação, dor e sangramento).

Deixe seu comentário
anúncio 5 passos para im ... ltura Data Driven na sua empresa

+ Recentes

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon