Usina solar pernambucana recebe autorizaçãopara comercializar energia – Revista Algomais – a revista de Pernambuco
Gente & Negócios

Gente & Negócios

Rafael Dantas

Usina solar pernambucana recebe autorizaçãopara comercializar energia

O Complexo São Pedro e Paulo, um empreendimento das empresas pernambucanas Kroma Energia e Elétron Energy, recebeu recentemente a autorização da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para iniciar suas operações comerciais. Com essa permissão, as usinas solares fotovoltaicas localizadas em Flores, no interior de Pernambuco, estão liberadas para começar a comercializar energia. A Kroma Energia, por sua vez, alcança um total de 1,8 gigawatts (GW) em energia comercializada e gerencia 500 unidades consumidoras. No que diz respeito à geração de energia, a Kroma soma 4,6 GW em projetos, incluindo tanto a potência já instalada quanto os projetos em fase de implementação.

As usinas autorizadas pela Aneel são: São Pedro e Paulo I, São Pedro e Paulo V, São Pedro e Paulo VI e e São Pedro e Paulo VIII. Juntas, essas unidades somam 83,9 megawatts (MW) de capacidade.

NOVOS PROJETOS NA REGIÃO

Paralelamente, a Kroma, pioneira na comercialização de energia no Nordeste, está desenvolvendo novas usinas: o Complexo Arapuá, situado em Jaguaruana (CE), com uma capacidade inicial de 250 MWp, e o Complexo Colinas, localizado em Brejão (PE), com uma capacidade de 130 MWp. A previsão é que ambas as usinas comecem a operar em 2026.

Filipe Godoy Souza, gerente de Geração de Energia da Kroma

“É um dos passos mais importantes de uma usina. Isso significa que já foram feitos todos os testes e que o Operador Nacional do Sistema Elétrico indicou que estamos aptos para entrar em operação comercial”.

Deixe seu comentário

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon