Circuito Aurora Instrumental ganha edição especial online

O Circuito Aurora Musical retorna às atividades em 2021 com uma edição especial online no mês de março. O evento, que se consolidou como importante palco de expressão da diversidade, tradição e renovação da música instrumental pernambucana, foi contemplado com patrocínio da Lei Aldir Blanc para realizar a transmissão de concertos musicais, ao vivo, nos dias 6 e 7 de março, nas redes sociais do Aurora Instrumental. Esta edição apresentará uma programação mais compacta, serão quatro lives com shows do Quarteto Encore, o duo Paula Bujes e Pedro Huff, Alexandre Rodrigues e Pife Urbano, e o projeto “O Sopro e a Percussão”, do percussionista Gilú Amaral.

No conforto do sofá e na segurança de casa, o público poderá assistir gratuitamente aos concertos de música instrumental que exploram a diversidade cultural e diferentes escolas de Pernambuco, passando pela popular, erudita e experimental. “Os artistas escolhidos representam a vanguarda da música instrumental assim como os jovens talentos. Também reafirmamos o compromisso de garantir o espaço da mulher no festival e a música de alta qualidade, tendo em vista que todos os artistas estão ativos em seus respectivos processos criativos”, explica o produtor executivo do Aurora Instrumental, Félix Aureliano, que ao lado de Gilú Amaral também é responsável pela idealização e curadoria do circuito.

Para adaptar o evento ao formato online, a produção do Aurora se preocupou em oferecer concertos com alta qualidade de som e imagens. A transmissão das lives será realizada pela Solare Audiovisual, ao vivo e em Full HD (60 FPS), com a captação de imagens feita simultaneamente por quatro câmeras. Já a captação de áudio estará sob a responsabilidade do Estúdio Carranca. Essa estrutura possibilitará não só a integração ao vivo com os convidados, como também fazer cortes dinâmicos e transições modernas de cenas. “Embora as lives já não sejam uma novidade, principalmente agora na pandemia, vamos fazer o Aurora com um formato inovador e ainda pouco utilizado no mercado nacional. As câmeras e lentes usadas possuem padrão de estética de cinema”, explica Gilú Amaral, que é o diretor artístico e musical do Aurora Instrumental.

Ele lembra que, em 2018, a primeira edição do Aurora promoveu uma programação com 20 espetáculos musicais e já teve reconhecida a sua importância para o fortalecimento do consumo da música instrumental em Pernambuco. “Agora estamos dando continuidade ao projeto. O Aurora está vivo e nosso objetivo é que o circuito entre para o calendário cultural de Recife”, informa Gilú Amaral. “A classe artística foi a primeira a parar com a pandemia, e continuamos ainda vivendo uma situação bastante complexa. Por isso oportunidades como essa proporcionada pela Lei Aldir Blanc e o Governo do Estado são muito valiosas, e colaboram para estimular o interesse pela música de alta qualidade e formação de público”.

Oficina – A edição especial Aldir Blanc também promoverá uma atividade formativa, com a oficina sobre o Coco de Roda em Pernambuco, ministrada por Gilú Amaral, que será disponibilizada gratuitamente no Canal do YouTube do Aurora – https://www.youtube.com/channel/UCNkRuvfoQovffs7jbGAPMwA . A oficina poderá ser acessada a partir do dia 13 de março, e conta a história do coco de roda, por meio da tradição da oralidade, além de apresentar técnicas, variações e todas as diferenças de estilos do coco (Coco Praieiro, Coco de Umbigada, Coco de Xambá), instrumentação, práticas e saberes com a narrativa sobre cada ciclo, principais diferenças, semelhanças e características.

SERVIÇO:

Aurora Instrumental – edição especial Aldir Blanc

Período: 06 e 07 de março de 2021

Assista: redes do Aurora Instrumental (Instagram e YouTube)

Programação Live’s

06/03

16h – Alexandre Rodrigues e Pife Urbano

20h – Gilú Amaral e o “Sopro e a Percussão”

07/03

16h – Paula Bujes e Pedro Huff

19h – Quarteto Encore

Deixe seu comentário
anúncio 5 passos para im ... ltura Data Driven na sua empresa

+ Recentes

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon