Governadores do Nordeste discutem hoje inovações sustentáveis para a economia da região

Para apoiar no enfrentamento da crise hidroenergética atual e preparar o país para o contexto de incerteza hídrica, o Centro Brasil no Clima (CBC) vem articulando com governadores o desenvolvimento de soluções socioeconômicas inovadoras, no âmbito das parcerias estratégicas para a implementação do Acordo de Paris (SPIPA, em inglês). Entre elas está o projeto HidroSinergia, que será tema do Encontro Estratégico Inovações Sustentáveis que acontece hoje (28) e visa fomentar uma economia verde e inclusiva comprometida com o Acordo de Paris.

O Encontro Estratégico Inovações Sustentáveis, das 10h às 11h30, terá participação do senador Jacques Wagner, presidente da Comissão de Meio Ambiente do Senado, do governador de Pernambuco, Paulo Câmara, do governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, do governador da Bahia, Rui Costa, do Embaixador da União Europeia, Ignacio Ybáñez, do diretor executivo do Centro Brasil no Clima (CBC), Guilherme Syrkis, do coordenador de Energia do iCS, Roberto Kishinami, da coordenadora do Programa de Hidrogênio Verde da GIZ, Kristina Kramer, e dos secretários de Meio Ambiente de Pernambuco, José Bertotti, da Bahia, Marcia Telles, do Ceará, Artur Bruno e do Espírito Santo, Fabricio Machado.

O HidroSinergia é um projeto do Instituto Clima e Sociedade (ICS) e do Centro Brasil no Clima (CBC) e abrange quatro eixos: (1) a regeneração hidroambiental do Rio São Francisco, (2) a produção de hidrogênio verde para substituir combustíveis fósseis, (3) a expansão das energias renováveis (eólica e solar) em áreas secas e pobres do semiárido e (4) a capacitação profissional com geração de empregos verdes para reduzir desigualdade.

Segundo o coordenador do projeto, Sérgio Xavier, trata-se de uma aliança para interligar políticas públicas, conhecimentos, ideias e investimentos no Nordeste brasileiro. “A questão da sustentabilidade e da economia verde é urgente. Além da pandemia, o Brasil vive uma grave crise hidroenergética e um contexto de deterioração ambiental, com aumento do desmatamento e das emissões de CO2. Somado a isso, o país precisa enfrentar índices crescentes de pobreza e desemprego”, afirma.

O HidroSinergia soma-se à iniciativa “Governadores Pelo Clima”, coalização que conta com a união de 25 governadores brasileiros comprometidos com o enfrentamento à crise climática e o desenvolvimento de um pacto para a construção de uma nova economia focada na descarbonização do planeta. O HidroSinergia atua com as principais instituições ambientais do Brasil e dos Estados que compõem o Semiárido brasileiro e/ou se relacionam com a Bacia do São Francisco – Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe, que juntos buscam soluções para questões climáticas, sociais e econômicas.

De acordo com Roberto Kishinami, coordenador do portfólio de energia do iCS, “o Nordeste brasileiro tem potencial de assumir um papel central no processo de descarbonização mundial e, como consequência, prover mais oportunidades de autonomia e mais qualidade de vida para sua população. A região já possui a geração eólica mais barata do mundo e tem tudo para se tornar um polo global de produção de hidrogênio verde, permitindo que esse insumo se torne competitivo mais rapidamente”.

Deixe seu comentário
anúncio 5 passos para im ... ltura Data Driven na sua empresa

+ Recentes

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon