Johnny Hooker leva música e acessibilidade para o Festival No Ar Coquetel Molotov

Comprometido com ações que incentivem a acessibilidade, o Festival No Ar Coquetel Molotov, em sua edição virtual, que ocorre em um mundo 3D, até o dia 23 de janeiro traz o encontros com a proposta de mostrar a qualidade do que vem se produzindo musicalmente no Brasil, debater questões ligadas à acessibilidade e levar informação e diversão para o maior número possível de pessoas e nesta quarta-feira (20), o festival apresenta a Masterclass “Performance Multimídia e a Construção de uma Persona” com o pernambucano Johnny Hooker, que terá tradução em libras.

O artista destrincha a relação de sua obra musical com o cinema, a televisão e o teatro. Servindo também como um comentário sobre o processo criativo do artista atravessando diferentes fases de seu trabalho. A masterclass ocorre na às 20h.

Artista Pernambucano que ganhou notoriedade nacional após seu primeiro disco autoral “Eu Vou Fazer Uma Macumba Pra Te Amarrar Maldito”, Johnny Hooker, faz parte do clã dos grandes artistas da nova safra da música popular brasileira. Coleciona alguns prêmios como o melhor cantor do Prêmio da Música Brasileira e dois do MTV Miaw, sendo um deles de melhor clipe. Recentemente ganhou discos de platina por seus dois singles “Amor Marginal” e “Flutua”, este último sucesso do segundo disco “Coração”. Em 2021 está previsto o lançamento do DVD ao vivo do show Macumba gravado em 2016 em Recife e também o seu mais novo trabalho autoral.

A oficina é completamente gratuita e as inscrições podem ser feitas no portal coquetelmolotov.com.br.

“Sou produtora e surda oralizada, para mim tem sido um desafio muito importante dialogar e sensibilizar desde artistas à toda equipe e conselho do Festival com a minha participação. Somos 24% da população brasileira e também queremos consumir música, o problema é que justamente pela falta de acesso a esse mercado, muitas vezes isso não acontece. É muito importante dialogar e ter trocas sobre como fazer música e tornar um festival mais acessível e inclusivo para o público de pessoas com deficiência (PCD)”, comenta Mariama Damata, conselheira do festival.

O público PCD também ouve e aprecia música. Por isso é preciso ter em mente que os recursos de audiodescrição, libras e legendas são mais que necessários em produções de clipes e lyric videos. As convidadas do encontro “Fazendo Música Acessível”, que ocorre a partir das 19h, na segunda-feira (18), mostram que é possível também criar e inovar na difusão de uma música acessível.

PROGRAMAÇÃO FESTIVAL NO AR COQUETEL MOLOTOV:

20/1

20h – Call center com Johnny Hooker – Zoom

21/1

19h – Artista ou influencer? O cansaço de acumular as funções, o limite das bolhas e monetizando nas redes com Luiz Lins, Brvnks e Romero Ferro com mediação de Benke Ferraz (Boogarins) – Zoom

20h30 – 21h30 – Oficina: como usar um dildo? com Senta – Zoom

22/1

19h – Experiências do imersivo ao digital com Ale Paes Leme, Anna Costa e Silva, Magiluth mediado por Amnah Asad – Zoom

21h – Exibição série No Ar episódio 1 – Youtube

23/1

21h – Exibição série No Ar episódio 1 – Youtube

SERVIÇO:

TNT Energy Drink apresenta

No Ar Coquetel Molotov – 17ª edição

11 a 23 de janeiro de 2021

Patrocínio: Natura Musical, Itaipava, Oi Pontes e Uninassau

Projeto Incentivado pelo Sistema de Incentivo a Cultura do Recife

Apoio: Pitú e Rappi

Mídia Oficial: O Grito!, Brasileiríssimos, Minuto Indie, Rádio Universitária FM

Mais informações: www.coquetelmolotov.com.br

Deixe seu comentário

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon