Palhaços do Doutores da Alegria comandam São Joãozinho em hospitais – Revista Algomais – a revista de Pernambuco

Palhaços do Doutores da Alegria comandam São Joãozinho em hospitais

Quem disse que a ciência da “besteirologia” não faz rir muito mais ao som do forró? Para comprovar, os palhaços da ONG Doutores da Alegria comemoram o São Joãozinho em cinco hospitais da capital pernambucana neste mês de junho. Na terça-feira (14), estarão no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip); no dia 16, no Hospital Oswaldo Cruz/Procape; dia 17, no Hospital Infantil Maria Lucinda; no dia 20 é a vez do Hospital da Restauração; e, por fim, no dia 22, os palhaços chegam ao Barão de Lucena. Os cortejos juninos, que passam pelas alas pediátricas das unidades hospitalares, serão realizados sempre às 10h.

Este ano, algumas novidades prometem fazer muitas crianças, pais e mães, técnicas de enfermagem, enfermeiras, médicas e médicos se juntarem à quadrilha junina do Doutores da Alegria. Os palhaços vão homenagear a Rainha do forró e do xaxado, Marinês, falecida em 2007, aos 71 anos. A principal atração do São Joãozinho será “Marinês e sua gente”, tendo como protagonista a Dra. Svenza (Luciana Pontual).

O Trio Porta Soro, com sanfona, zabumba e triângulo, já está ensaiando o repertório, composto exclusivamente por músicas de Luiz Gonzaga. Além disso, os três santos juninos: Santo Antônio, São São João e São Pedro, também participam da festa, que terá noiva à procura de casamento matuto e ainda a escolha da Rainha do Milho do hospital. O prêmio? Um “milhão”.

Oito atores/palhaços do elenco da ONG se revezam no São Joãozinho nos hospitais: Luciana Pontual (Dra. Svenza), Arilson Lopes (Dr.Ado), Eduardo Filho (Dr.Dud Grud), Fábio Caio (Dr.Eu Zébio), Luciano Pontes (Dr.Lui), Marcelo Oliveira (Dr.Marmelo), Marcelino Dias (Dr.Micolino) e Anderson Machado (Dr.Cavaco). A ação tem produção executiva de Arilson Lopes e Nice Vasconcelos. “No Nordeste, o São João é uma data muito comemorada, principalmente no interior do estado. Muitas crianças internadas, inclusive vindas de outras cidades, se surpreendem quando chegamos ao hospital especificamente para comemorar o São João”, comenta o ator, palhaço e coordenador artístico da unidade Recife da ONG, Arilson Lopes.

A expectativa é que o São Joãozinho possa impactar até 2 mil pessoas nos cinco hospitais visitados pelos palhaços na ação. Quatro deles – Imip, Oswaldo Cruz/Procape, Restauração e Barão de Lucena – são atendidos semanalmente pelos palhaços. O Hospital Infantil Maria Lucinda, apesar de não receber palhaços regularmente, já é parceiro da ONG. “Estivemos no Maria Lucinda em várias oportunidades, mas desde 2014 não tivemos oportunidade de voltar. Para o Doutores da Alegria é importante manter os vínculos com os diversos hospitais da cidade”, explica Arilson Lopes.

Calendário São Joãozinho do Doutores da Alegria:

14/06, às 10h – Imip

16/06, às 10h – Hospital Oswaldo Cruz / Procape

17/06, às 10h – Hospital Infantil Maria Lucinda

20/06, às 10h- Hospital da Restauração

22/06, às 10h – Hospital Barão de Lucena

Sobre Doutores da Alegria:

Em 2016, o Doutores da Alegria, organização da sociedade civil sem fins lucrativos, comemora 25 anos de atuação no Brasil. No Recife, são 13 anos de atividade ininterrupta. O objetivo do Doutores da Alegria é promover as relações humanas, qualificando a experiência de internação em hospitais, por meio de intervenções artísticas de palhaços profissionais especialmente treinados em São Paulo e no Recife.

Desde 1991, os palhaços da ONG já realizaram mais de um milhão de intervenções junto a crianças hospitalizadas, seus acompanhantes e profissionais de saúde. Em 2015, os palhaços do elenco do Doutores da Alegria fizeram quase 167 mil visitas em hospitais em São Paulo e no Recife. Somente no Recife, que possui atualmente quatro duplas atuando nos hospitais o ano inteiro, duas vezes por semana, esse número foi de 63.610 visitas.

A base do trabalho é o resgate do lado saudável da vida e todos os seus projetos se utilizam da arte para potencializar as relações. Por sua atuação pioneira no país em benefício à saúde pública, os Doutores da Alegria receberam certificação e reconhecimento internacional.

Como ajudar na manutenção do Doutores da Alegria:

O trabalho do Doutores da Alegria, gratuito para os hospitais, é mantido por doações de empresas e de pessoas físicas, tanto por recursos próprios quanto por recursos advindos por meio das leis de incentivo fiscal. Os recursos das contribuições permitem a manutenção e expansão das atividades e da estrutura do grupo, a realização de atividades de formação, oficinas e o aprimoramento técnico dos artistas. Para saber como ajudar, entre no site: www.doutoresdaalegria.org.br.

Deixe seu comentário
anúncio 5 passos para im ... ltura Data Driven na sua empresa

+ Recentes

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon