Pernambucanos na final da Superliga neste domingo

A jogadora pernambucana Dani Lins faz a final da Superliga Feminina de Vôlei neste domingo (23). Atuando pelo Osasco, a atleta terá pela frente o favorito time do Rexona-Sesc (RJ), do técnico Bernardinho. Além de Dani, outro pernambucano dessa final é o treinador Luizomar de Moura, que é natural de Caruaru. A final da Superliga é decidida em jogo único. As equipes que chegam à decisão terminaram a primeira fase nas duas primeiras posições.

A partida poderá marcar a despedida de Dani Lins do time paulista e a sua ausência das quadras por uma temporada. Aos 32 anos, a pernambucana planeja engravidar no próximo ano. Ela é casada com o jogador Sidão, meio-de-rede por muitos anos da seleção brasileira. O ano de 2017 seria aquele com menos compromissos pela seleção brasileira dentro do ciclo olímpico até os Jogos de Tóquio, em 2020, quando Dani pretende representar o Brasil.

Para o jogo deste domingo, ela é peça chave para fazer a jovem equipe paulista equilibrar o jogo diante do Rexona-Sesc. Nesta temporada, o Osasco fez uma reformulação grande no elenco, perdendo atletas de grande desempenho no vôlei brasileiro como Taísa e Adenízia, que foram jogar no exterior. O destaque do grupo que enfrenta as cariocas é a ponteira Tandara, que é a maior pontuadora da competição.

Luizomar, após dois anos fora da final, comemorou a classificação do seu time. Além do Osasco, ele foi contratado para dirigir em paralelo a seleção do Peru, com o objetivo de classificação para os próximos jogos olímpicos.

PERNAMBUCANAS. Duas outras representantes pernambucanas que ficaram pelo caminho na superliga são a ponteira Jaqueline, que chegou até às semifinais, vestindo a camisa do Minas, e a levantadora Diana, que jogando pelo São Caetano não chegou aos playoffs.

(por Rafael Dantas)

 

Deixe seu comentário

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon