Relatório revela que mulheres ganham 11,1% a menos que os homens em Pernambuco

No estado de Pernambuco, as mulheres recebem em média 11,1% a menos do que os homens, de acordo com o 1º Relatório de Transparência Salarial com recorte de gênero publicado no país. O documento, apresentado pelo Ministério das Mulheres e pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) em 25 de março, é resultado das informações fornecidas por empresas com mais de 100 funcionários, em conformidade com a Lei nº 14.611, que trata da Igualdade Salarial e Critérios Remuneratórios entre Mulheres e Homens.

No total, 1.509 empresas pernambucanas participaram do levantamento, representando um contingente de 562,9 mil empregados. A disparidade salarial entre os gêneros é ainda mais acentuada em cargos de dirigentes e gerentes, chegando a 26,9%. Além disso, o relatório revela que, apesar de serem maioria no mercado de trabalho local, as mulheres negras recebem menos do que as mulheres brancas, e essa disparidade também se reflete na comparação entre homens negros e não negros.

O relatório não apenas evidencia a diferença salarial, mas também aborda as políticas das empresas em relação à equidade de gênero. Apenas uma parcela relativamente pequena de empresas em Pernambuco adota políticas específicas para promoção e apoio às mulheres, incluindo planos de cargos e salários, políticas de promoção para cargos de liderança, apoio à contratação de mulheres e incentivos para mulheres negras. No entanto, a implementação de políticas de apoio à contratação de mulheres LGBTQIAP+, mulheres com deficiência e mulheres vítimas de violência ainda é limitada, revelando a necessidade de um maior engajamento das empresas na promoção da igualdade de gênero no mercado de trabalho.

Deixe seu comentário
anúncio 5 passos para im ... ltura Data Driven na sua empresa

+ Recentes

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon