Espetáculo Senhora de Engenho Entre a Cruz e a Torá se apresenta em julho em Camaragibe – Revista Algomais – a revista de Pernambuco

Espetáculo Senhora de Engenho Entre a Cruz e a Torá se apresenta em julho em Camaragibe

O espetáculo Senhora de Engenho Entre a Cruz e a Torá comemora 06 anos de uma bela história, se apresentado nos dias 06 e 07 de julho,sexta-feira e sábado, ás 19h., no Casarão de Maria Amazonas, Camaragibe-PE. Nessas apresentações será feita também uma bela homenagem ao artista José Manoel da Silva Sobrinho (José Manoel).

A peça participou de vários projetos e mostras onde recebeu prêmios, indicações e homenagens pela sua longa e belíssima trajetória. Podermos citar alguns como: VIII Festival Internacional de Teatro do Chile, 20º Janeiro de Grandes Espetáculos, Festival Cultural Hermilo Borba Filho/Palmares-PE, IV Festival de Teatro de Igarassu, Cultura Nossa, Pernambuco Fala Olinda, Mostra Curumim de Teatro no SESC Ler/ São Lourenço da Mata, Mostra Yapoatan de Teatro do SESC Piedade, apresentação para o SESC Nacional/DN no projeto Treinamento de Roteiros Inovadores do Turismo Social, Projeto Temporada SESC Goiana, XVI Todos Verão Teatro, Mostra de Teatro Sertão do Pajeú, II Festival de Cultural Risadinha, Outubro ou Nada/2ª Mostra de Teatro Alternativo do Recife e o Projeto A Porta Aberta na Escola de Arte João Pernambuco. O Espetáculo cumpriu temporadas no Casarão de Maria Amazonas, Teatro Marco Camarotti, Espaço Fiandeiros e Teatro Hermilo Borba Filho. Participou do projeto de Circulação de Teatro pelo FUNCULTURA no Rio de Janeiro, Caicó-RN, Brejo da Madre de Deus, Serra Talhada, Camaragibe e Recife.

O Texto é baseado na história real, quase lendária, da portuguesa Branca Dias e de sua luta para se manter fiel a sua fé judaica. Enfrentando tanto Santa Inquisição em Portugal, o que lhe rendeu uma passagem pelo cárcere; quanto o preconceito e a intolerância no Brasil, na aurora da colonização (primeira metade do século XVI).

Branca Dias é uma mulher forte e destemida, porém cheia de conflitos. Suas emoções intensas contra o seu senso de justiça, sua fé inabalável na Torá contra a culpa de ter que apresentar um credo religioso diferente.

A Produção do espetáculo nessa comemoração de seis anos homenageia José Manoel da Silva Sobrinho, o nosso querido José Manoel, um dos artistas mais importante da história do teatro brasileiro como diretor, professor, ator, autor e produtor. Podermos citar alguns peças dirigidas por José Manoel: SISTEMA 25, Como a Lua, Ritos da Perversão, Com Panos e Lendas, Antígona, A Linda Rosa, Anjos de Guarda. Quero dar um destaque ao espetáculo SISTEMA 25 um dos mais belos e importantes da história do teatro brasileiro.

Deixe seu comentário
anúncio 5 passos para im ... ltura Data Driven na sua empresa

+ Recentes

Assine nossa Newsletter

No ononno ono ononononono ononono onononononononononnon